Erros que você não pode cometer ao organizar sua mudança residencial

  • Erros que você não pode cometer ao organizar sua mudança residencial

    Erros que você não pode cometer ao organizar sua mudança residencial

    Conheça os erros mais comuns de planejamento que podem interferir no andamento da mudança residencial. 

     

    Para não ter dores de cabeça, é importante planejar previamente todos os detalhes da mudança para que não ocorram imprevistos durante o processo. 

     

    Alguns cuidados fundamentais como a definição das embalagens, a equipe de transporte e a escolha da disposição dos itens na nova casa fazem parte de uma etapa que tende a aprimorar a praticidade desse procedimento.

     

    Por não saberem por onde começar, muitas pessoas costumam cometer erros comuns que influenciam no progresso da mudança, ocasionando alguns problemas. 

     

    Pensando nisso, reunimos dicas importantes sobre o que você não deve fazer quando decidir que irá para uma nova residência. 

     

     

    Quer saber quais são os erros que você não pode cometer ao organizar sua mudança residencial? Continue a leitura! 

     

     

    Embalar os itens de modo inadequado

     

    A embalagem dos itens é uma das definições mais importantes durante a mudança, pois ela assegura que nenhum deles sofra qualquer dano. 

     

    No entanto, algumas vezes por pressa ou por não conhecer os tipos de embalagens, algumas pessoas podem agrupar itens de diversos tipos e alocá-los em uma mesma caixa. 

     

    Isso certamente ocasionaria em danos aos itens, além de dificultar o processo de retirada das caixas na nova casa. 

     

    Por isso, é importante dividir os itens em categorias e utilizar caixas de variados tamanhos para cada tipo de objeto, além de protegê-las com plástico bolha, por exemplo. 

     

    Além disso, vale a pena etiquetar as embalagens para auxiliar no processo de organização após o transporte de uma residência para outra. 

     

     

    Não definir a data da mudança 

    Definir a data é uma tarefa simples, mas que pode prejudicar o andamento da mudança caso você não se certifique de algumas coisas:

     

    • Caso esteja saindo ou entrando em um condomínio, saiba qual é o horário permitido para o transporte de móveis e demais itens.
    • Combine a vistoria, coleta e entrega da mudança.
    • Certifique-se de que não irá chover.
    • Evite feriados caso o transporte seja intermunicipal ou interestadual.

     

    Transportar móveis e itens que não tem mais utilidade

    A casa nova pode ser uma ótima oportunidade para se desfazer de coisas que você não utiliza mais. 

     

    Separe todas elas para doações ou vendas, assim você otimizará o espaço do novo ambiente. 

     

     

    Não diferenciar o serviço de mudança residencial com o serviço oferecido pelo carreto

    É importante conhecer as diferenças entre os dois tipos de serviços de transporte: 

     

    O carreto, feito por uma ou duas pessoas, é designado para mudanças pequenas, com poucos itens, sem necessariamente estarem embalados em caixas personalizadas. 

     

    Já o serviço de mudança residencial envolve uma equipe de pelo menos quatro integrantes: líder, motorista, ajudante e montador, que conhecem as necessidades e auxiliam no planejamento do processo. 

     

    Além disso, embalam os itens em caixas personalizadas e oferecem serviço de seguro transporte, suporte de guarda-móveis e muito mais, otimizando a mudança residencial. 

     

     

    Agora que você sabe os erros que não pode cometer ao organizar sua mudança residencial,  fique por dentro de mais dicas super importantes para organizar o transporte dos seus itens para um novo lar. 

     

    Leave a comment

    Required fields are marked *